Make your own free website on Tripod.com

Ecologia de Populações

Começo | Populações e Evolução | Regulação de Populações | Ecologia de Populações | Avaliaçoes | Definições | Leis | Dinâmica Populacional | Crescimento Populacional | Marcação-Recaptura | Interações | Mapa da mina | Contato
Dinâmica Populacional

Estrutura, Distribuição de idades e Dinâmica

Os ecólogos estudam a distribuição de uma espécie num espaço. Por isso, os ecólogos de populações tratam determinar onde estão os indivíduos, quantos são, e a suas idades. A densidade populacional, ou o número de indivíduos por unidade de espaço é importante porque quantos mais indivíduos estão presentes, maior o impacto sobre a comunidade. Além disso, porque os humanos tratam de manejar a densidade populacional de algumas plantas e animais, é importante entender os fenômenos que afeitam a densidade. As estimativas do tamanho da população são frequentemente realizadas em termos de biomassa (a massa total dos indivíduos) por um sub-amostragem da população e posterior extrapolação a área total habitada pela população. Além de avaliar a densidade populacional, os ecólogos determinam o espaçamento dos indivíduos porque o espaçamento pode indicar porque os indivíduos colonizaram e sobreviverem. Os indivíduos podem ser espacialmente agregados (especialmente quando indivíduos colonizam locais próximos aos locais natais ou quando as condições ambientais estão distribuídas no paisagem como "ilhas"), com distribuição regular (especialmente quando plantas competem num ambiente apropriado) ou distribuídos aleatoriamente (quando muitos fatores interagem e influenciam onde os animais colonizam e sobrevivem).
Nas populações, o número de indivíduos em cada classe de idade desde filhotes até os adultos pós-reprodutivos compõem a distribuição de idades. Essa distribuição depende de outros fatores, tais como taxas de mortalidade e natalidade, que podem também depender de condições anteriores apropriadas para reprodução. Isso é mais importante para espécies com vida larga. Porque os indivíduos muito novos e muito velhos não reproduzem, a taxa do crescimento populacional e os recursos necessários dependem da distribuição de idades.
A dinâmica populacional (aumento, declínio ou sem mudança, e/ou sua estrutura) depende das atividades dos indivíduos da população. A historia vital tem importância central além dos processos demográficos de natalidade, mortalidade, imigração e emigração. Os padrões de natalidade e mortalidade são facilmente visualizados numas tabelas de vida, que demostram para cada ninhada o número vivo em tempos diferentes e os números de prole em cada ninhada produzidos durante vários intervalos de tempos. Ao obter dados para tabelas de vida, esses podem ser representados em gráficos para ilustrar quais são os fatores mais importantes para uma população. Três tipos de curvas de sobrevivência caracterizam os organismos.



Material para Ecologia de Populações